Diário 27/05/20

E estava eu aqui em frente ao pc a refletir sobre o dia de hoje e a primeira coisa que veio á mente foi pensar como tudo é fascinante, até as pequenas coisas como o acordar de manhã.

Acho muito engraçado, o facto de eu me deitar a qualquer hora da noite, e nunca é á mesma hora que vou dormir, e de manhã o meu despertador natural acorda-me sempre na mesma hora todos os dias.

Depois de acordar, logo a seguir a eu me levantar da cama e enquanto aqui em casa a minha esposa e o meu filho estão a dormir, vou para junto da varanda de um dos quartos e apanho o primeiro sol do dia, aproveito e faço a minha meditação da manhã, está um sossego dentro e fora de casa.

Este foi um hábito que criei e que me sabe tão bem, e quando estou a meditar não sinto falta de nada, nem fome tenho, sabe mesmo bem é incrível a sensação para começar bem o dia.

Mas hoje havia algo de diferente em mim, e eu percebi quase a chegar na hora de almoço, quando estava a ajudar o meu filho de 6 anos a fazer os trabalhos da escola.

Estava impaciente e a ficar nervoso, não estava a conseguir controlar a situação; uma das razões para esse meu estado era o facto de hoje ser a reunião entre os médicos para resolver a minha situação e marcar datas, e então a cada minuto que passava eu estava num misto de sentimentos, se por um lado eu acredito e confio que tudo vai correr bem, por outro eu queria saber o quê e quando, e para ajudar á festa eu também estava á espera que viessem a minha casa entregar os presentes de aniversário que encomendei pela internet para o aniversário do meu filho, e não queria que ele percebe-se; enfim eu sei que estava a exagerar mas tudo se resolveu.

O que fiz foi pensar sobre cada assunto que no momento me estava a importunar, e consegui resolver as questões na minha cabeça e deixar fluir, e o que aconteceu de seguida foi bem engraçado.

Quando já nem me lembrava que os presentes chegavam hoje, recebi uma mensagem a dizer que a transportadora estava a minutos da entrega, e pouco tempo depois quando fui meditar e fazer as minhas orações, no exacto momento em que acabo de fazer as orações toca o telefone; era do hospital para me dizer que foram marcadas  as datas e quando.

É preciso manter a calma, mesmo se estivermos a atravessar uma grande tempestade, se soubermos procurar ou escutar o que a vida nos está a oferecer podemos encontrar o nosso abrigo, e qualquer que seja o momento temos de manter a FÉ  e acreditar de que tudo está a ser feito para nosso bem, e que tudo vai ficar bem e simplesmente confiar e deixar a vida fluir, logo logo depois da tempestade o tempo acalma  e o sol sorri para nós.

Escrito por

Tudo o que existe de bom na vida me fascina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s