Diário 29/08/20

Já faz algum tempo que não escrevo no meu diário, deixei de dar continuidade ao meu registo semanal, isso era algo que me libertava e que também dava a conhecer o meu processo para quem me acompanha á distancia, mas as coisas são como são.

Já comecei o tratamento que os médicos acham adequado para o meu caso, e neste momento vou no meu segundo tratamento. Existe muitas coisas que mudam em nós, e muito poucas são visíveis.

Por mais que tente combater certos pensamentos menos bons, e olhar para a vida de uma forma positiva e com uma atitude vencedora de que tudo vai acabar bem, a verdade é que por vezes dou por mim triste; mas muito grato pelo que tenho claro e todos os dias agradeço a Deus por tudo, mas existe sentimentos que não podemos esconder, eles vivem em nós e se de alguma forma não falarmos sobre eles, tudo isto vai-nos consumindo por dentro.

Não é um processo fácil para ninguém, nem para os doentes nem para familiares e amigos, são batalhas diárias travadas por todos, em que basta apenas um abandonar o  barco e tudo vai por água a baixo, trabalhamos em coletivo por um bem maior, a felicidade em conjunto, o amor que sentimos uns pelos outros, a sobrevivência e o contemplar do belo de tudo o que está ao nosso alcance, fazendo-o junto de quem escolhemos para nos acompanhar nesta viagem.

É natural pensar e tentar encontrar uma explicação para tudo isto; mas eu no fundo sei que tal não existe, nem é bom para a nossa saúde mental exorcizar o pensamento de tal forma.

Existe acontecimentos na nossa vida e na vida de quem nos é próximo que apenas podemos aceitar e seguir em frente, nada mais podemos fazer.

Apesar de eu saber que não existe uma explicação, eu acredito que nada é ao acaso; talvez isto pareça um pouco confuso, mas é muito simples de explicar.

Acredito que tudo tem uma razão de ser e que nada é deixado ao acaso, mas por vezes é difícil de aceitar e ai tenta-se procurar uma explicação do porque de tanto sofrimento.

Eu acredito no bem, no amor, não gosto de ver ninguém sofrer seja pelo que for, eu felizmente dou-me como sortudo por ter tanta gente boa na minha vida, que só querem o meu bem e o dos outros.

Mas fico triste porque sei que eles sofrem quando as pessoas de quem eles amam não estão bem.

Eu acredito que tudo vai passar e se vai resolver da melhor forma para que tudo e todos continuemos bem e felizes.

Eu vou deixar um link sobre uma causa que eu abracei, e que qualquer um pode ajudar da forma que melhor achar nem que seja em pensamento, depositar força, esperança a quem precisa, ajudar a mostrar as estes pequenos seres que a vida é muito mais do que o pouco que elas conhecem.

Trata-se da “Acreditar” associação de pais e amigos de crianças com cancro.

Obrigado e que o amor vos acompanhe!

https://www.acreditar.org.pt/pt/base/80

Escrito por

Tudo o que existe de bom na vida me fascina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s